O que é a Ginecomastia?

A Ginecomastia é uma condição masculina resultante da hipertrofia das glândulas mamárias, onde as mamas ficam com um aspecto semelhante ao das mamas femininas. A condição pode ser bastante incômoda para os homens e motivo de constrangimento, levando, muitas vezes, ao isolamento social do paciente.

A Ginecomastia ocorre com maior frequencia em homens mais velhos, porém pode ocorrer em todas as idades. Em adolescentes, costuma acontecer por volta dos 14 anos de idade, devido a um aumento tardio na quantidade de testosterona em relação à quantidade de estrogênio (hormônio feminino frequente na adolescência). As mamas podem crescer por períodos de seis meses ou menos, para depois retornar ao tamanho normal, mas em cerca de 5% dos casos, a hipertrofia persiste até a vida adulta. Quando o problema afeta adultos mais velhos, ele pode estar diretamente relacionado à queda nos níveis de testosterona no organismo.

A Ginecomastia se caracteriza por:

  • Excesso de gordura localizada,
  • Excesso de desenvolvimento do tecido glandular,
  • Uma combinação de ambos: excesso de tecido adiposo e glandular.

Em alguns casos, podem ser indicada medicação para controle hormonal e interrupção do crescimento mamário. Em outros somente a cirurgia plástica é aconselhada e pode ser realizada em pacientes a partir da adolescência, desde estejam com boa saúde física e psicológica. É extremamente importante saber avaliar as causas da ginecomastia antes da indicação do tratamento.

O tratamento cirúrgico varia conforme com o grau de ginecomastia apresentado pelo paciente. Nos casos em que a ginecomastia é, principalmente o resultado de excesso de tecido adiposo, somente técnicas de lipoaspiração podem ser utilizadas. Porém, caso as mamas sejam muito desenvolvidas, a remoção da glândula mamária e do excesso de pele também pode ser necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *